SIM OU NÃO?

Os prós e contras de dar
leite de vaca às suas bezerras

Evite a propagação de doenças utilizando o leite de vaca!

Cada produtor de leite deseja prevenir doenças que são predominantes ou que a incubação na sua fazenda seja transmitida para bezerras jovens. Ao não dar leite de vaca não pasteurizado às suas bezerras, você reduzirá substancialmente o risco de propagação de doenças. É bastante conhecido que há sete doenças que são facilmente transmitidas pelo leite de vaca. Esta é uma descrição sucinta delas.

1. Paratuberculose ou doença de Johne

A paratuberculose é uma infecção crônica do intestino. Bezerras jovens são mais suscetíveis à transmissão da paratuberculose. No entanto, a incubação leva um longo tempo: os sintomas da doença só se manifestam após 3 a 6 anos. Não existe tratamento para a paratuberculose. Os primeiros sinais da doença são uma desaceleração de 10 a 20% na produção de leite, piora da condição física e menor peso das bezerras no nascimento. Por fim, o animal pode morrer de diarreia.

O Serviço de Saúde Animal (GD) aconselha que apenas o colostro da vaca mãe deva ser oferecido, seguido pela introdução do leite em pó para bezerras em vez do leite de vaca. Misturar o 'leite colostro' de diferentes vacas é absolutamente proibido, assim como utilizar colostro de vacas que testaram positivo para a paratuberculose.

2. Salmonela

A Salmonela também é uma infecção dos intestinos. A Salmonela pode causar diarreia violenta, pneumonia e febre alta. Um animal pode transmitir a bactéria Salmonela por meio do estrume dentro de 1 a 3 semanas. Uma análise do leite no tanque diagnosticará se existe Salmonela na fazenda. Mesmo na fazenda mais limpa essas bactérias encontram seu caminho para o leite através de pequenas partículas de estrume.

As bezerras recém-nascidas são mais suscetíveis à infecção por Salmonela, mas todos os animais estão propensos a contraí-la. A maioria dos animais se recupera da infecção por Salmonela, embora bezerras jovens muitas vezes morram por causa dela. Foi estabelecido que a substituição do leite de vaca por leite em pó para bezerras ajuda a prevenir a propagação da doença.

3. DVB: diarreia viral bovina

A DVB ocorre no gado de todas as idades em todo o mundo. No momento da elaboração deste documento, esta é uma das doenças mais contagiosas de gado na Europa. A forma mais comum de DVB enfraquece a resistência às doenças e, portanto, provoca diarreia, febre, pneumonia e queda na produção de leite.

Metade dos animais portadores de DVB pode ser reconhecida por problemas nos olhos, pele, crescimento de pelo e no cérebro, mas a outra metade não apresenta nenhum sintoma de que seja portador do vírus. Desde 2011, todas as bezerras recém-nascidas na Alemanha são testadas para DVB conforme têm as suas orelhas marcadas.

A DVB é transmitida pela alimentação com leite de vaca a bezerras jovens, entre outras coisas. Por isso, o Serviço de Saúde Animal holandês recomenda mudar para leite em pó para bezerras imediatamente após a alimentação com colostro de vaca.

4. Micoplasma

Entre outras coisas, as infecções por Micoplasmas causam pneumonia, infecções do ouvido e combinações de doenças que são difíceis de tratar. A bactéria Micoplasma também pode ser encontrada nos úberes de bezerras jovens e podem, portanto, ser a fonte da mastite clínica no início da primeira lactação. A disseminação da mastite causada pela Micoplasma em uma fazenda é o resultado da falta de higiene ao ordenhar e alimentar bezerras com leite contaminado e/ou com leite de vaca.

5. Mastite infecciosa

O Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae e outros agentes causadores da mastite podem ser transmitidos pela alimentação com leite contaminado ou leite de vaca. Esses agentes de doenças não são uma ameaça direta para a saúde da bezerra, mas podem sobreviver no úbere por meses e até anos. O resultado pode ser uma novilha que sofre com problemas de mastite imediatos na primeira lactação.

A bactéria Staphylococcus aureus, em particular, é um sobrevivente difícil de combater. Nunca alimente uma bezerra com o 'leite colostro' de uma vaca com mastite e certamente não com o leite de vacas que foram tratadas com antibióticos. Isso pode causar problemas digestivos e resultar em bactérias resistentes em desenvolvimento, de maneira que será difícil combater infecções em uma idade posterior.

6. Leucose bovina

O vírus da Leucemia Bovina (BLV) é um retrovírus que pode infectar todos os animais e causar a leucose bovina. Na leucemia bovina, um ou vários tumores podem surgir no abomaso, resultando na redução da ingestão de alimentos, perda de peso e baixa produção de leite. O BLV pode ser transmitido pelo sangue, através da placenta durante a gravidez, mas também via colostro de vaca e leite de vaca.

7. Leptospirose

A leptospirose já não ocorre em fazendas holandesas, graças a uma campanha nacional bem sucedida, mas ocorre em outros países. A doença é produzida pela bactéria Leptospira Hardjo e pode ser transmitida para os seres humanos (febre do ordenhador). A doença é transmitida pela urina de animais infectados e também pode ser transmitida às bezerras através do leite de vaca.