Etapa 3:

Mais vitaminas para
uma maior resistência

O efeito das vitaminas, minerais e micronutrientes em bezerras jovens

Logo após seu nascimento, muitas bezerras apresentam uma séria deficiência de vitaminas, minerais e micronutrientes. A alimentação de leite por si só geralmente não consegue fornecer nutrientes suficientes. Portanto, uma suplementação de vitaminas e minerais por cinco dias é muito bem vinda. Que nutrientes estão envolvidos e como eles afetam a saúde e a imunidade da bezerra?

Conversão eficiente de nutrientes

Em primeiro lugar e acima de tudo, a bezerra precisa de determinadas substâncias para processar sua nutrição de forma eficiente. A meta de criação é converter eficientemente a energia e proteína consumida pela bezerra em crescimento. Isto requer a produção contínua de enzimas que facilitam e controlam a boa digestão.

O cobre, zinco e manganês são componentes essenciais de muitas enzimas. Portanto, esses micronutrientes devem ser fornecidos em um nível ideal (mas não máximo)!

As vitaminas do complexo B também são essenciais para o uso efetivo das enzimas. A conversão eficiente de carboidratos, proteínas e gorduras em crescimento exige uma estreita cooperação entre as enzimas e vitaminas do complexo B. As vacas adultas geralmente produzem o suficiente destas vitaminas B no rúmen, mas este não é o caso em bezerras jovens, visto que o rúmen ainda está em desenvolvimento. Por isso, é essencial que as vitaminas B sejam fornecidas por meio do leite, visando oferecer a quantidade suficiente.

Em outras palavras: as vitaminas B, em combinação com o cobre, zinco e manganês, formam a base para o crescimento eficiente.

Aumentando a imunidade

Cada bezerra apresenta um risco de desenvolver doenças. Os patógenos têm menos chances quando há um sistema de administração de colostro eficaz, um bom acompanhamento com o substituto do leite de bezerra e operações higiênicas. Além disso, uma fonte ideal de vitaminas e oligoelementos é essencial, visando oferecer uma proteção eficaz. O selênio, vitamina E e vitamina C são os estimulantes mais importantes da imunidade, enquanto que o cobre, zinco e manganês também desempenham um papel importante. O seu efeito antioxidante ajuda o sistema imunológico. Se a bezerra for infectada por um patógeno e seu sistema imunológico responder, essas substâncias protetoras ajudam no processo de defesa. Elas são como o lubrificante no motor de combate.

Outros componentes para o crescimento

A vitamina A é importante para o desenvolvimento da visão de uma bezerra, mas também contribui para o crescimento e desenvolvimento básico, uma vez que desempenha um papel importante na manutenção do tecido celular.

A vitamina D é parcialmente responsável pelo desenvolvimento ósseo adequado, já que constitui um elo essencial no metabolismo de Ca. Uma ingestão de vitamina D insuficiente resulta em um desenvolvimento ósseo abaixo do ideal e, portanto, um crescimento sub-ótimo.

O ferro desempenha um papel importante no transporte de oxigênio e é, portanto, essencial para o crescimento saudável da bezerra. O iodo é igualmente necessário. Este micronutriente é vital para a produção do hormônio tireoidiano, que, por sua vez, determina a taxa metabólica e, consequentemente, o crescimento. O fornecimento de iodo é ainda mais importante em bezerras que crescem rapidamente.