Bezerras saudáveis​ crescem naturalmente

Nutrição, higiene e clima: a base para uma criação livre de problemas

A mortalidade de bezerras ainda está muito acima do nível alvo

A mortalidade de bezerras na Holanda é de 8,2% para bezerras com até três dias de idade e de 10,8% para bezerras com três dias a um ano de idade, de acordo com os dados mais recentes da Rendac e organização holandesa para a Identificação e Registro (I&R) de ruminantes. Isso significa que a mortalidade ainda supera em muito os valores alvo que diversos estudos sugerem como realistas. Que medidas você está tomando?

A taxa de mortalidade de 8,2% aplica-se a bezerras não marcadas com etiqueta de identificação na orelha com menos de 3 dias. Isso inclui fetos abortados, bezerras natimortas e bezerras que morrem antes de receber as etiquetas auriculares. A taxa de mortalidade de 10,8% aplica-se a bezerras marcadas com etiqueta de identificação na orelha a partir de 3 dias de idade.

Especialistas: uma redução drástica é possível

As altas taxas de mortalidade de bezerras são um problema persistente, apesar dos desenvolvimentos contínuos e inovações na criação de bezerras. A maioria dos casos de mortalidade é provocada por diarreia bacteriana, diarreia viral e doenças das vias aéreas. Numerosos estudos mostram que uma grande melhoria é possível para muitas fazendas. Os especialistas sugerem que menos de 5% de mortalidade de bezerras após 24 horas de vida é uma meta alvo realista.

Dosagens precoces de colostro e gestão da higiene

A medida mais importante para a prevenção da mortalidade de bezerras é oferecer dosagens precoces e adequadas de colostro. •Procure fornecer o maior volume possível de colostro, com a maior frequência possível desde o primeiro dia.

  • Idealmente 4 a 5 litros em um prazo de até 6 horas.

Para reduzir a mortalidade de bezerras de forma permanente, as medidas preventivas são essenciais. A gestão adequada e consistente da higiene otimiza a criação de bezerras duradoura!

A acomodação de bezerras exige precisão

Uma criação de bezerras bem sucedida começa com um celeiro de contenção limpo com feno fresco. •Após o nascimento, o umbigo deve ser desinfetado e as bezerras devem ser acomodadas individualmente por pelo menos 14 dias em iglus limpos e desinfetados ou cubículos de desmame individuais.

  • As bezerras são então transferidas para celeiros de grupo.
  • É melhor trabalhar com um sistema "todos dentro, todos fora", embora isso nem sempre seja possível com grupos menores.

Especificamente em relação às doenças das vias aéreas, um clima interior saudável deve ser fornecido.

A circulação do ar deve ser evitada, já que as bezerras devem ser capazes de ficar abrigadas do vento e protegidas para ajudá-las a manter a sua temperatura corporal. No entanto, a ventilação adequada também é essencial para garantir que vapores (gases) perigosos sejam removidos.